Como implantar NR10 na sua empresa com custo baixo  

Poucas empresas possuem a capacidade de ter em seu quadro de funcionários um especialista em instalações elétricas e serviços com eletricidade que conheça as normas técnicas da NBR ABNT e outras normas técnicas internacionais, além disto, este profissional precisa conhecer a fundo os riscos diretos dos trabalhos com eletricidade bem como suas medidas de controle sem contar com os riscos adicionais que podem estar presente em um determinado serviço.  

Quando muito há um Engenheiro de segurança ou um Técnico de segurança responsável por fazer toda gestão da segurança e saúde ocupacional da empresaem alguns casos este trabalho é feito por pessoas que sequer são da área. 

Uma das atribuições deste profissional é garantir com que a empresa esteja de acordo com todos os requisitos legais, sejam eles Federais, Estaduais ou Municipais, o que por si só já é uma tarefa bastante desafiadora. 

Nesta série vamos dar dicas e sugestões aos gestores de EHS (Meio Ambiente, Saúde e Segurança) de como implantar a NR 10 na empresa com um baixo custo, dando segurança jurídica para o negócio e sobre tudo como a própria NR 10 diz no seu inicio item 10.1.1 garantindo a segurança e saúde dos trabalhadores. 

Sem ter a pretensão de esgotar este assunto, segue abaixo alguns itens que serão abordados nesta série. 

– Por onde começar a implantação da NR10? 

– Como montar um prontuário instalações elétricas? 

– Como realizar um relatório técnico das inspeções do prontuário? 

– Laudo instalações elétricas ou armadilhas? 

– Ferramentas isoladas para atender a NR 10? 

– Quais são os riscos diretos com serviços com eletricidade e suas medidas de controle? 

– Como deve ser a roupa do Eletricista? 

– Quais são os maiores causadores de acidente com arco elétrico? 

– Como emitir uma autorização? 

– Quais os treinamentos e reciclagem que a NR 10 requer? 

 

  • Valorização do seu imóvel

  • Economia de até 95% na conta de energia

  • Retorno garantido e rápido do investimento

  • Sem surpresa na sua conta de energia

  • Responsabilidade socioambiental e sustentabilidade

  • Autosuficiência energética

  • Manutenção e instalação simples

  • Dividir energia com outros imóveis de mesma propriedade

  • Vida longa do sistema - 25 anos

  • Não se trata de uma compra, e sim de um investimento

  • Facilidade no pagamento