NR12 – O que é?

Fique por dentro da NR-12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos

A evolução tecnológica ocorrida desde a revolução industrial permitiu às empresas a expansão da produção. E, consequentemente, o aumento da competitividade, possibilitando as indústrias produzir mais, com menor tempo e maior qualidade. Com essa necessidade, as indústrias começaram a trocar os homens pelas máquinas. E tal mudança aumenta os perigos e riscos no ambiente de trabalho, ocasionado acidentes.

Em 1978 foi publicado a Norma Regulamentadora 12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos. Seu foco foi a segurança das máquinas (NR12). Como essa norma gerava muitas dúvidas de como utilizar proteções, dispositivos, de como fazer as capacitações e de quem eram as responsabilidades, foi necessário passar por uma revisão em 2010. A NR12, então, foi republicada tendo agora foco na segurança dos trabalhadores. Ao longo dos anos a mesma passou por diversas atualizações. E a sua última ocorreu em Julho de 2019 pela ENIT (Escola Nacional da Inspeção do Trabalho).

A NR12 é uma norma que estabelece os critérios mínimos de segurança para máquinas e operação de equipamentos, conforme está descrito em seu item 12.1.1.

“Esta Norma Regulamentadora – NR e seus anexos definem referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção para resguardar a saúde e a integridade física dos trabalhadores e estabelece requisitos mínimos para a prevenção de acidentes e doenças do trabalho nas fases de projeto e de utilização de máquinas e equipamentos, e ainda à sua fabricação, importação, comercialização, exposição e cessão a qualquer título, em todas as atividades econômicas, sem prejuízo da observância do disposto nas demais NRs aprovadas pela Portaria MTb n.º 3.214, de 8 de junho de 1978, nas normas técnicas oficiais ou nas normas internacionais aplicáveis e, na ausência ou omissão destas, opcionalmente, nas normas Europeias tipo “C” harmonizadas.”.

Esta norma está dividida nos seguintes tópicos:

12.1 Princípios gerais.

12.2 Arranjo físico e instalações.

12.3 Instalações e dispositivos elétricos.

12.4 Dispositivos de partida, acionamento e parada.

12.5 Sistemas de segurança.

12.6 Dispositivos de parada de emergência.

12.7 Componentes pressurizados.

12.8 Transportadores de materiais.

12.9 Aspectos ergonômicos.

12.10 Riscos adicionais.

12.11 Manutenção, inspeção, preparação, ajuste, reparo e limpeza.

12.12 Sinalização.

12.13 Manuais

12.14 Procedimentos de trabalho e segurança.

12.15 Projeto, fabricação, importação, venda, locação, leilão, cessão a qualquer título e exposição.

12.16 Capacitação.

12.17 Outros requisitos específicos de segurança.

12.18 Disposições finais.

12 anexos;

Para se obter um nível de segurança aceitável e deixar sua máquina ou equipamento adequados a NR12, é de extrema importância procurar por uma empresa especialista no assunto. É fundamental que esta empresa possua um corpo técnico capacitado para oferecer soluções confiáveis, de acordo com a normas de segurança e com baixo custo.

Segue abaixo o ciclo de segurança que a empresa Acenty Engenharia segue para aplicar os requisitos da NR12:

  1. Apreciação de Riscos conforme NBR ISO 12100;
  2. Projeto Conceitual das adequações;
  3. Projeto Executivo das adequações;
  4. Adequação e implementação das medidas de segurança;
  5. Validação Final de Segurança;
  6. Manutenção e melhoria contínua.

Quer saber mais ou obter um orçamento, entre em contato conosco, nossa equipe técnica está pronta para atender a sua necessidade no processo de adequação à NR12.

Inicie uma conversa agora mesmo via WhasApp clicando aqui. Se preferir acesse nosso formulário de contato clicando aqui.

Fique atento! Veja os próximos temas que serão abordados:

  1. Passo a passo para se adequar a NR12;
  2. Apreciação de Riscos conforme NBR ISO 12100;
  3. Apreciação de Riscos utilizando metodologia HRN;
  4. Hierarquia das normas técnicas de segurança;
  5. Tipos de medidas de segurança;
  6. Validação de Segurança conforme NBR ISO 13849-2.
  • Valorização do seu imóvel

  • Economia de até 95% na conta de energia

  • Retorno garantido e rápido do investimento

  • Sem surpresa na sua conta de energia

  • Responsabilidade socioambiental e sustentabilidade

  • Autosuficiência energética

  • Manutenção e instalação simples

  • Dividir energia com outros imóveis de mesma propriedade

  • Vida longa do sistema - 25 anos

  • Não se trata de uma compra, e sim de um investimento

  • Facilidade no pagamento